NOTÍCIAS & ARTIGOS

Storytelling na sala de aula: porque dar aula é como contar histórias!



Você já parou para pensar que dar aula é também como contar histórias? Acredito que sim, mas você precisa conhecer muito bem essa história, não é mesmo? Além disso, você pode deixá-la mais bonita e atrativa, utilizando-se de técnicas midiáticas, imagens, locais diferenciados e principalmente você mesmo, transformando esse momento em algo mais interativo. Não é um processo fácil, mas com alguns cuidados você pode se surpreender e também a seus alunos.



Storytelling


é uma palavra em inglês, que está relacionada com uma narrativa e significa a capacidade de contar histórias relevantes.


Em inglês, a expressão "tell a story" significa "contar uma história" e storyteller é um contador de histórias, que utiliza palavras ou recursos audiovisuais para transmitir uma história, contada de improviso ou polida e trabalhada.


É muito usado no contexto da aprendizagem, sendo uma importante forma de transmissão de elementos culturais como regras e valores éticos. O objetivo de contar uma história é encantar a audiência. É importante conhecer o público-alvo para que a mensagem seja personalizada e assertiva.


Uma das ferramentas que você pode utilizar é o famoso Power Point. Ele é um grande aliado das salas de aula e na organização de apresentação de conteúdos, mas também pode se tornar um vilão.


1- Cuidado com spoiler


Se estamos falando em “contar histórias” não custa lembrar que não existe nada mais desestimulante e desinteressante do que alguém dar um “spoiler”, fazendo com que percamos a vontade de ouvir ou assistir a história até o final.


Para que isso não aconteça em seus slides, fique atento ao preparar os slides e verifique se não está dando informações DEMAIS a ponto de fazer com que o aluno se distraia ou se desinteresse pelo desfecho de sua aula.


2- Simplicidade é o segredo


Lembre-se que a história está em você e não no PPT. Então, o “menos é sempre mais”. Esqueça grandes transições, imagens rebuscadas, fontes inapropriadas e efeitos especiais que podem cansar o seu aluno.


3- Planeje-se


Layout, agrupamentos, alinhamentos, espaçamentos, contraste, cores, fontes e estrutura dos slides devem estar em pauta para o seu planejamento. Qual a “cara” que você quer dar a sua história? A fonte, por exemplo, é a voz de seu texto e a cor é a forma como você se apresenta.


Então, de acordo com a idade de seus alunos e conteúdo a ser apresentado, o perfil da apresentação se modifica.


4- Atenção às imagens


Além de boa resolução, é preciso ficar atento à proporção das imagens ao texto. A imagem ajuda na retenção do conteúdo.


5- A Jornada do Herói


Esse é o tipo mais famoso de história e um dos maiores estudiosos é Joseph Campbell. É um passo a passo bastante interessante para a formulação de histórias, inclusive de conteúdos para as aulas. Crie personagens, faça roda de conversas e inclua também novas tecnologias.


Lembre-se que a história é uma poderosa ferramenta de comunicação, pois desperta emoções e causa engajamento. Tenha propósitos definidos e use a criatividade. Tenho certeza que sua aula ficará encantadora!


Gostou desse material? Então confira esse outro artigo sobre 3 dicas de livro que todo professor deveria ler, tenho certeza que você vai gostar!

©2018 por Aiakos Consultoria